Boletim Eletrônico



As lutas de volta no Uruguai PDF Imprimir E-mail
URUGUAI
Dom, 27 de Novembro de 2011 18:49

Nós trabalhadores estamos vivenciando um processo de intensificação das lutas, tanto contra os patrões, como contra o governo. Em setembro, as paralisações e greves aumentaram 60% segundo as estatísticas e em outubro este ascenso continuou, marcado pela greve metalúrgica com ocupações de fábrica. As mobilizações operárias desenvolvem uma forte luta pelos acordos coletivos, exigindo aumento salarial, efetivação dos trabalhadores do Estado e contra as terceirizações e privatizações.

Nos últimos meses os trabalhadores do transporte, os sindicatos da educação, os trabalhadores ferroviários e os trabalhadores da refinaria estiveram em mobilização. Nos últimos dias, se juntou a eles, a luta na empresa de tabaco ABAL (Philips Morris) que decidiu fechar sua fábrica sem aviso prévio, enquanto está fazendo uma denúncia judicial milionária contra o Estado.

Enquanto isso, na Confederação de Organizações de Funcionários do Estado –COFE- começou uma greve de um de seus sindicatos (Saúde Pública) pela contratação de pessoal. Foi uma dura luta contra o governo, que terminou aceitando que as reivindicações dos trabalhadores eram corretas; aceitou a contratação de uns 700 funcionários, uma importante conquista do sindicato, ainda que parcial.

O descumprimento por parte do governo do acordo no setor bancário estatal levou também um importante setor dos bancários à luta, que estão planejando uma série de paralisações.

Estas lutas ocorrem num marco internacional. Em primeiro lugar, de uma crise econômica profunda, como não se viveu desde 1930 e suas repercussões começaram a ser sentidas em nível regional e no nosso país. O aumento do número de seguro desemprego, as demissões nos frigoríficos, o “ajuste” do Grupo Marfrig, são alguns sinais claros desta crise.

O segundo elemento é o aumento das lutas em nível mundial, cujo pico mais alto foi o das revoluções contra as ditaduras do Oriente Médio e do Norte da África. Em nossa região, o impedimento da construção da estrada pelos indígenas bolivianos que lutam contra o governo Evo Morales e as grandes mobilizações e greves gerais no Chile pela educação pública, apresentam um ambiente propício para a intensificação das lutas no nosso país.

Dado o marco mundial e regional, é de se esperar que caso as lutas no nosso país continuem, se intensificará tanto o enfrentamento contra os patrões como contra o governo, que vão querer impor que nós trabalhadores paguemos pela crise dos capitalistas.

Para reverter esta situação, será necessária a unificação das lutas a partir da base. Se a luta de cada sindicato ficar isolada, as possibilidades de alcançar as metas serão menores. Que seja em assembleias de base nas fábricas, nas oficinas, nas faculdades e escolas, nos hospitais e centros de saúde, em bancos e escritórios, onde a direção do PIT-CNT apresente o estado de situação e um plano de lutas, coordenado e unificado, para enfrentar juntos a política de fome e repressão dos patrões e do governo.

Por uma nova direção com democracia operária

Os trabalhadores estão travando uma dura batalha contra os patrões e o governo. Os metalúrgicos ficaram quase um mês em greve e a luta anunciada pela COFE está chegando.

Vergonhosamente a burocracia do PIT-CNT, desmarcou a greve geral anunciada e diz que foi adiada, deixando as lutas divididas e isoladas.

Nós trabalhadores necessitamos construir uma nova direção no calor das lutas que estão acontecendo, que se apóie na democracia operária. É preciso unificar as lutas dos setores públicos e privados, em uma só batalha para poder vencer.

O avanço do Espaço Classista no SUINAU (Sindicato Único dos Trabalhadores do Instituto da Criança e do Adolescente do Uruguai) é um incentivo que mostra que é possível avançar na luta por uma nova direção sindical para os trabalhadores.

Tradução: Mariana Caetano
Fonte: Rebelión nº 15, Novembro-Dezembro 2011

rssfeed
Email Drucken Favoriten Twitter Facebook Myspace Stumbleupon Digg MR. Wong Technorati aol blogger google reddit YahooWebSzenario